A INFANTARIA

Cumprindo as ordens do médico, que me mandou fazer grandes caminhadas, decidi-me a dar um longo passeio pela Internet. Eis senão quando um poema aparece à minha frente. E uma nostalgia incontrolável, invadiu-me: tinha lido este mesmo poema em Mueda, “Terra da Guerra”, Moçambique.

Voltei a lê-lo; e a empolgar-me com a linguagem que o poeta utilizou, e que foi tão bem traduzida e adaptada para o português.

O poema estava na página do Bruno, no HI5. Não sei quem é este Bruno, mas tenho de arranjar maneira de o felicitar. Há que tempos, eu andava à procura deste poema!

Eu também fui infante…

Tinha acabado a guerra; e Deus, lá nas alturas,

Cercado de astros de oiro e pulcros querubins,

Ouviu sons marciais, fanfarras e clarins,

E um ardente vozear de humanas criaturas.

“Que rumor – perguntou perturba assim o ar?”

“Senhor lhe responde alguém da corte celestial

-Os bravos vencedores da Guerra Mundial,

Sob o Arco do Triunfo estão a desfilar.”

Na célica mansão um sussurro se expande;

E a densa legião de almas plenas de graça

Acorre curiosa e se debruça e esvoaça,

P’ra melhor distinguir a marcha heróica, grande!

Então o bom S. Pedro, o santo venerando,

Que por mando divino é dos céus o porteiro,

Gritou: “Chamai Flambeau, o esperto granadeiro,

Para explicar o que se for passando.”

Flambeau, que combateu e foi dos mais ousados,

Acercase atencioso, observa por momentos E informa:

“Vão ali famosos regimentos,

A glória militar, indómitos soldados!”

Cavaleiros, então, avançam com ardor,

E ele anunciou: “Desfilam os dragões!…”

Estremecem no céu os áureos portões,

Que a voz do povo era um estrídulo clamor.

– “Mas isto nada é…”, disse Flambeau atento.

“Olhai a Artilharia!…” Em enorme alarido,

Reboam saudações qual ciclone enfurecido,

Ascendendo em rajada até ao firmamento.

E Flambeau continua: “Isto ainda não é nada!

Vereis melhor Senhor… Eis os aviadores!…”

Regougam pelo espaço os potentes motores,

A ponto tal que a voz do povo é sufocada.

Flambeau proclama com enlevo! “Os Marinheiros…”

Desta vez o entusiasmo os mundos excedeu;

E cativado, o sol, palmas de oiro abateu

Sobre os rijos heróis, que foram dos primeiros.

” Agora, Senhor meu – disse Flambeau ovante –

Vereis quando passar a nobre Infantaria…

Tenho medo que o sol estoire e finde o dia

E a noite eterna envolva a Terra num instante.

Serão aclamações estrondosas torrenciais,

Vibrarão no azul qual doida trovoada,

Verseá a multidão frenética, entusiasmada,

Delírio igual jamais se viu, jamais.”

Surgiram a seguir os homens das trincheiras,

Alpinos, caçadores e toda a infantaria.

Nas suas expressões claramente se lia

O martírio sofrido e angústias e canseiras.

Quando o canhão, rugindo, a morte semeava,

Impávidos, no posto, assim permaneciam…

Era uma coorte altiva, os tantos que ali iam,

Um grande, imenso, mar de heróis que ali passava.

Às quentes saudações que a multidão soltou

Silêncio se seguiu, silêncio e nada mais.

O espanto avassalou as regiões siderais.

E Flambeau, indignado, agreste se expressou:

-“Assim os recebeis, ó crua, ingrata gente?!

Por vós riram da morte e a fome desdenharam,

Cansados de sofrer jamais o confessaram,

São de aço os quais ali vão, tropa digna, valente!

Deveislhe orgulho, sim, a graça de viver,

E, em vez de os abraçar, calaivos? Mal andais.

Franceses, ouvi bem: Sois rudes, sois brutais,

Tamanha ingratidão não tem razão de ser.”

Mas mal termina a frase, olhando a Terra, fica

Possuído de orgulho, o coração em festa…

Os Infantes, semideuses, heróis em gesta,

Que a luz do sol poente envolve e magnifica,

Marcham erectos, viris, o olhar altivo e ousado…

Fremente, perturbada, a imensa multidão,

Por um alto mandato ou estranha inspiração,

Havia ajoelhado.

LUCIAN BOYER Adaptação livre do Cap. J.M. Galhardo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: