O VIDENTE… É evidente.

Bom.

Parece que o “professor” Bambo caiu nas malhas da lei. Isto, a julgar pelas notícias.

Ora, parece que este facto devia levar-nos a profunda reflexão. Ou reflexões, para ser mais exacto.

Com efeito, o que se pode, desde já concluir, é que as pessoas precisam de “acreditar”. Seja no que for. Em último caso até acreditam nos políticos. Só que, como estes já não merecem grande crédito o “Zé Povo” vai acreditando em “Bambos” – e eles proliferam por aí. Basta ver os jornais. Uns, oriundos de África; outros, naturais de cá. Só que muitos dos naturais de cá não são apanhados pela polícia. Não que eles não mereçam, mas parece que há uma “concordância”, ou lá o que é, que lhes dá absoluta impunidade… Mas também prometem milagres. Ou, pelo menos, não são capazes de afirmar peremptoriamente que… não há milagres. Adiante. Estou a desviar-me da conversa.

O que importa, neste caso, é que seria interessante as pessoas começarem a pensar um pouco e a fazer perguntas. Eu sei que dá trabalho e cansa os neurónios. Mas não seria má ideia… Por exemplo: perguntar como é que o “vidente” não “viu” que a polícia lhe iria bater à porta. Ou como é que as divindades não protegem os seus adoradores.

Os “videntes” existem. Ainda não vi nenhum, a abrir falência ou a procurar trabalho honesto. Pelo contrário, vivem sem grandes dificuldades. Graças à ignorância.

Mas a verdade é que as religiões também não abrem falência.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: