CARTA ABERTA

O Dr. João César das Neves costuma brindar os leitores do “Diário de Notícias”, todas as segundas-feiras, com uma homilia. Com uma verve imparável, o Dr. César das Neves distribui a “palavra de Deus” como um padre distribui hóstias. Fiel à sua crença, o Dr. Neves considera a “palavra de Deus” como imutável – e, portanto, deve ser seguida pelos crentes. Acho bem.

Circula, na Internet, uma carta aberta que, supostamente, lhe foi dirigida. Não sei se foi ou não, mas se não foi devia ter sido. Não resisto a transcrevê-la, sempre no pressuposto de que a “palavra de Deus” é imutável e deve ser cumprida.

Se, entretanto, alguém quiser responder, pode fazê-lo neste local.

“Caro Dr. J. Sábio da Neves,

Muito obrigado por todos os seus esforços para nos educar de acordo com a Palavra de Deus. Tenho aprendido imenso com a sua coluna, e tento partilhar essa sabedoria com o máximo de pessoas possíveis. Quando alguém tenta defender a homossexualidade, simplesmente recordo-lhes que, de acordo com o Lev. 18:22, se trata de uma abominação. Fim de discussão. Contudo, como gosto de ter sempre resposta para tudo, gostaria de saber a sua opinião acerca de outras matérias:

Quando queimo um boi em sacrifício a Deus, sei que tal produz um aroma que Lhe é agradável – Lev. 1:9. O problema são os meus vizinhos. Reclamam que o cheiro os incomoda. Posso exterminá-los?

Tenho andado a pensar em vender a minha filha como escrava, tal como descrito em Êxodo 21:7. Hoje quanto acha que seja um preço justo para pedir por ela?

Bem sei que não é permitido o contacto com mulheres durante o período das impurezas menstruais. Lev. 15:19-24. A questão é, como distingui-las? Tenho perguntado, mas a maioria delas fica ofendida.

Lev. 25-44 declara que posso ser proprietário de escravos desde que sejam adquiridos em nações vizinhas. Um amigo meu diz que isto se aplica a Marroquinos, mas não a Espanhóis. Pode clarificar? Porquê que não posso ter um Espanhol?

Tenho um vizinho que insiste em trabalhar no Dia do Senhor. Êxodo 35:2 considera claramente que deve ser condenado à morte. Estou moralmente obrigado a matá-lo eu mesmo?

Um amigo meu acha que comer amêijoas é uma abominação – Lev. 11:10, é uma abominação menor que a homossexualidade. Eu não concordo. Qual a sua opinião?

De acordo com Lev. 11:6-8, tocar na pele de um porco morto torna-nos impuros, mas se usar luvas posso jogar futebol?

O meu tio tem uma quinta. Ele viola Lev. 19:19 plantando duas colheitas diferentes no mesmo terreno, assim como a minha tia que usa roupas feitas de dois tecidos diferentes (algodão/mistura de polyester). Além disso, pragueja e blasfema imenso. Acha que é mesmo necessário reunir toda a vila para apedrejá-los? (Lev. 24:10-16). Não poderíamos resolver isto entre família fazendo uma fogueira para os queimar vivos, tal como resolvemos com os problemas de incesto? (Lev. 20:14)

Sei que tem estudado estas matérias extensamente e estou confiante que pode ajudar.
Mais uma vez obrigado por nos recordar que a Palavra de Deus é eterna e imutável.

Seu devoto fã,
A.P.”

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Anonymous on Janeiro 17, 2008 at 4:49 pm

    Este cabrão do JCN é tão reaccionário, que está em conformidade com a sua substância religiosa.
    Não é um nojo. É um vomitado!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: