"DOENÇA PROLONGADA"

É costume ouver (atenção: isto é um neologismo, formado pelas palavras ouvir e ver; eu posso ouvir a RFM e ver a RTP1 – o que faço sempre que o padre Borga começa a dar aulas de catequese e/ou a cantar ‘pooonho a mãããão na mão do meu senhoooooor…’ etc. Desligo o som, e limito-me a ver a figura de parvo que é paga com o dinheirode todos nós. E em verdade vos digo que ver é muito melhor que ouver. Mas posso ouver a mesma RTP1 na hora dos “Gato Fedorento”), dizia eu que é costume ouver dizer que o Professor/Doutor/Engenheiro/Intelectual/Político morreu de doença prolongada. O que tem estado a fazer-me comichão por dentro da caixa craniana, que é um sítio onde eu nem posso coçar.
O que é isso, afinal, de
doença prolongada? Pode-se considerar como tal uma gripe que se prolongue por mais de uma semana? E se um “trabalhador” que anda há 10 meses com baixa fraudulenta é atropelado quando acaba de levantar mais um atestado médico e morre, pode-se dizer que morreu devido a doença prolongada?
Ontem, tive ocasião de falar com uma profissional da saúde, que me esclareceu: doença prolongada é um eufemismo (em português: paneleirice) para designar… o cancro. E isto, explicou-me a dita profissional, para não chocar as pessoas, considerando que o cancro pode ser controlado, mas… não tem cura. Portanto: quando alguém morre de doença prolongada tal significa que morreu de cancro.
O que é, quanto a mim, uma discriminação. Então a “doença de Alzheimer” não é, também ela, incurável? E a diabetes? Não é, também, incurável – e até está na lista das doenças crónicas, tal como o cancro? Então, porquê doença prolongada para o cancro, e não para as outras? Será que, teoricamente, ninguém morre de cancro?
A profissional sorriu: “Claro que morrem! Os pobres são cancerosos e acabam por morrer de cancro; os ricos nunca são cancerosos; têm uma neoplasia e morrem de doença prolongada“.
Acho que percebi…

Anúncios

One response to this post.

  1. è só mais uma manifestação de provincianismo serôdio. É como chamar negros aos pretos, qual é a ofensa de dizer preto? O cancro é uma doença como qualquer outra, mata umas vezes, outras não, como tantas. Há anos que penso nisto, doença prolongada, que raio…coroa enxuta

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: